Dose tripla de agilidade – Recupere a vitalidade


Portrait of a senior woman on a hiking trail drinking water standing on a hill. Close up of a senior woman hiker carrying her hiking gear standing on a hill holding a water bottle.

Já conhece os três ingredientes-chave capazes de dar uma nova vida às suas articulações
e de a ajudar a movimentar-se sem dor?

 

Passamos anos sem nunca nos lembrarmos delas, até que um dia uma ou mais das 260 articulações que lhe permitem dobrar, esticar e rodar o corpo revelam os efeitos da idade. Esta situação é o resultado de posições incorretas ou excesso de esforço. Contudo, nos casos mais extremos, pode ser sinónimo de osteoartrose, uma doença reumática que surge sobretudo a partir dos 50 anos, caracterizada por dores nas articulações (pescoço, ancas, joelhos e mãos) e dificuldades de locomoção, que tende a agravar-se com o tempo húmido e frio. Um suplemento com três ingredientes naturais (sulfato de glucosamina, sulfato de condroitina e selénio) oferece uma nova alternativa à terapêutica convencional. Sem efeitos secundários.

 

  • Glucosamina

O sulfato de glucosamina é um extrato obtido a partir do marisco. O constituinte ativo – glucosamina – é uma molécula de açúcar, um elemento inerente à síntese da cartilagem do organismo. Como suplemento, estimula a produção de nova cartilagem saudável pelo organismo, de uma forma totalmente natural e previne a progressão da perda de cartilagem.

 

  • Condroitina

A condroitina, um dos principais constituintes da cartilagem, ajuda a manter a viscosidade do lubrificante da articulação, o líquido sinovial, além de estimular os mecanismos de reparação da cartilagem. Os índices de condroitina no nosso corpo diminuem à medida que envelhecemos, predispondo a cartilagem das articulações a um maior desgaste.

 

  • Selénio

A osteoartrose é um processo degenerativo das articulações com uma importante componente inflamatória associada. O selénio ajuda a reduzir a inflamação, contribuindo para a melhoria dos sintomas da osteoartrose.

Anterior Cancro da mama
Seguinte Pandemia agravou número de diabéticos não diagnosticados