Entrevista a Grace Kelly – Capa do Reiki & Yoga Prático


Produção da nossa capa com a linda e maravilhosa Grace Kelly.

Entrevista

Grace Kelly, professora de Yoga

“Todos nós temos os ingredientes necessários para ter uma Alma Feliz.”

É praticamente impossível não ficarmos contagiados pela boa vibe de Grace Kelly. O seu sorriso transmite uma leveza e alegria difíceis de conseguir no mundo de hoje. Conheça os segredos desta professora de Yoga!

 

Qual é o segredo da sua energia e boa disposição contagiantes?

Diria que se trata mais de uma pequena “receita” que descobri há alguns anos e que se baseia na forma como começo o dia. Os meus “Rituais Matinais” fazem parte dos ingredientes que me ajudam a iniciar o dia com tempo de qualidade, de modo a ter um dia muito feliz! Praticar Meditação e a lei da gratidão, antes do nascer do sol, dá-me vitalidade e energia diária. É, sem dúvida, uma experiência abençoada que pode oferecer bons resultados, desde a forma como encaro o dia, os bons pensamentos que vou tendo, assim como a grande vontade de viver a vida, abraçando sempre todas as cores e desafios que ela possa oferecer.

Foi diagnosticada com Doença de Crohn. Que mudanças fez e que hábitos novos adquiriu para conviver melhor com a doença?

Uma das mudanças que fiz foi ouvir ainda mais o meu corpo. Gradualmente, passei para uma alimentação natural e sem origem animal. Na altura, estudei muito sobre nutrição natural e os benefícios maravilhosos que todos os alimentos oferecem. Fiz alguns cursos, nomeadamente sobre Nutrição Ayurvédica. Cada vez acredito mais que uma boa e colorida alimentação pode ser uma boa medicação! E claro, a prática de Yoga fez parte da minha recuperação, sobretudo nos picos mais elevados da doença. Lembro-me de momentos mais desafiantes da doença, onde permanecia em alguns asanas (posturas), visualizando a cura no meu corpo. Graças a um bom estilo de vida, alimentação certa e práticas mais espirituais, os sintomas da doença foram atenuando ao longo tempo.

Antes de receber este diagnóstico, era delegada de saúde médica. Hoje é professora de Yoga. Esta foi uma mudança de rumo necessária para proteger a sua saúde e bem-estar? Sentia que o stress estava a afetá-la negativamente?

Acredito que existem momentos da nossa vida que são cíclicos e que têm um grande propósito. Sou muito grata por todas as experiências que vivi em todos estes anos. Sem dúvida que ser delegada de saúde médica me ajudou a melhorar a minha forma de comunicar com as pessoas e com o público no geral. Conheci pessoas incríveis e aprendi muito sobre temas de medicina que naquele momento faziam parte do meu trabalho, mas era uma intensidade laboral muito elevada, tendo em conta que estava doente. A mudança para o mundo do Yoga veio na altura certa. Costumo dizer que foi o Yoga que me encontrou! Depois de várias experiências e práticas de Yoga, o meu coração sentiu que estava na hora de dar mais um passo na direção da transformação. Partilhar o que aprendia e deixar a sementinha em cada pessoa que eu ensinava fez parte do chamamento de nutrir ainda mais os meus conhecimentos no Yoga. Foi a partir daí que decidi mudar de profissão. Dar aulas de Yoga faz parte da minha “nutrição” energética e do meu Ser.

Uma alimentação saudável, uma prática regular de Yoga e Meditação podem, de facto, “salvar” vidas?

Acredito que são três métodos fundamentais para obtermos um bom equilíbrio entre corpo, mente e alma. Além de uma boa saúde, sentimentos alegres e uma sede incrível de viver, melhora muito a nossa capacidade de vermos a vida de uma forma subtil, filtrando as coisas boas e atribuindo-lhe o seu verdadeiro valor. Lembrar que a vida é um todo que congrega o interior e o exterior, onde somos um todo formado por três pilares distintos que se complementam, e que por isso temos de cuidar do corpo, da mente e da alma com o mesmo esmero, amor, alegria e consciência. Por vezes, é desafiante manter estes três pilares em perfeita sintonia, pois nenhum deles se aguenta sozinho. Interpenetram-se, influenciam-se e apoiam-se uns aos outros. Chamo-lhes “Três Mosqueteiros: um por todos e todos por um!”. É daí que nasce um compromisso com o nosso “Eu” interior para uma prática constante de um bom estilo de vida.

O Yoga também pode ser sinónimo de mais autoestima e autoconfiança?

Sim, primeiro deixe-me salientar que o Yoga significa União, uma fusão de todas as dualidades da vida numa essência divina e pura, que habita em qualquer um de nós, focando-se no “eu interior” e no “aqui e agora”, sem oportunidades de julgamentos. Uma prática constante pode ajudar a aumentar o amor-próprio, a reduzir sentimentos menos positivos como a insegurança e a vergonha, a aliviar o stress e a diminuir a depressão significativamente. Promover a integração do sistema nervoso, corpo, mente, alma e sabedoria interior. Quando todos estes pontos estão conectados, o sistema nervoso fica mais equilibrado, permitindo o espaço da compaixão e abrindo a entrada para a autoestima.

O título do seu livro é Alma Feliz. Na sua opinião, o que não pode faltar para que uma alma seja, de facto, verdadeiramente feliz?

Todos nós temos os ingredientes necessários para ter uma Alma Feliz! Além da alegria no coração e da luz na nossa mente, não pode faltar a vontade de viver com a aceitação do presente, libertando o que já foi e sentindo Fé na nossa jornada.

Fotografias: Daniel Seabra

https://www.facebook.com/goodvibes.by.gracekelly/

Anterior Gostaria de emagrecer? O chá pode ajudar!
Seguinte O Meu Primeiro Livro de Astrologia

Nenhum Comentário

Deixar um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *