Estudo in vitro


Spray ViruProtect pode inativar o Coronavírus

Um estudo in vitro realizado recentemente mostra que   o spray oral ViruProtect, que é comercializado em Portugal pela farmacêutica STADA, pode fornecer uma barreira protetora contra vírus nocivos como o Rhinovírus, Influenza e Coronavírus, incluindo o SARS-CoV-2 e, assim, contribuir para sua inativação.

O estudo também mostra que o ViruProtect inativa o Coronavírus SARSCoV-2 em até 98,3% (1,76 log10) em cerca de 20 minutos.

Do que se trata?

ViruProtect, um dispositivo médico fabricado pela empresa sueca Enzymatica, é um spray aplicado na cavidade oral que consiste principalmente em glicerina e tripsina, um extrato do bacalhau.

Resultados anteriores in vitro obtidos com o mesmo método mostraram que o ViruProtect também é eficaz contra outro Coronavírus, o HCoV-229E, uma das causas de resfriados comuns. Comparado ao SARS-CoV-2, o HCoV-229E pertence a um subgrupo diferente dentro da família dos Coronavírus. Os resultados agregados mostram, portanto, que o ViruProtect pode ser eficaz contra vários Coronavírus.

ViruProtect está disponível sem prescrição em farmácias e espaços de saúde. Para mais informação sobre o produto consulte www.viruprotect.pt.

 

Anterior Má Impressão: obras de arte para todas as carteiras
Seguinte Covid-19: toda a verdade sobre a nova vacina