Já conhece o Reiki em animais?


Woman doing Reiki therapy for a dog, a kind of energy medicine.

A prática do Reiki em animais é igual à utilizada em pessoas com uma particularidade. Uma vez que os animais são seres tão puros e verdadeiros, não só recebem a energia que o terapeuta está a canalizar, como eles próprios nos transmitem a calma e o relaxamento. Ou seja, eles tornam-se nossos terapeutas!

O Reiki, a Meditação, o Yoga e a Acupuntura são diferentes terapias com uma base em comum: o equilíbrio do nosso corpo. O Reiki promove a cura através da redução do stress e relaxa a mente. Com Meditação e Yoga alcançamos um estado de clareza mental e emocional. Já a Acupuntura é uma terapia que equilibra e harmoniza a energia interna do organismo com as energias do ambiente.

Os benefícios de qualquer destas terapias são sempre o bem-estar, o nosso equilíbrio. O nosso organismo (assim como o dos animais) está feito para combater as adversidades externas, infeções, inflamações etc. Só quando as nossas reservas se esgotam ou quando a inflamação ou infeção é tão grande, é que precisamos de anti-inflamatórios e antibióticos, de modo a ajudarem a combater essas enfermidades. Enquanto o nosso organismo estiver equilibrado e saudável somos capazes de combater esses fatores patogénicos externos! E é isto que tanto o Reiki, o Yoga, a Meditação e a Acupuntura fazem: mantêm o nosso organismo saudável e equilibrado, forte para enfrentar este mundo externo!

Estas terapias podem ser utilizadas em todas as situações, na doença ou apenas para nos sentirmos bem e prevenir a doença. Enquanto médica veterinária neurologista, a maioria dos meus doentes são animais que ficaram paralisados devido a hérnias discais, animais com epilepsia e animais com problemas ósseos, como as osteoartrites, displasias da anca e outras situações de dor articular. Com estas terapias deixamos de usar – ou usar bastante menos – os anti-inflamatórios e analgésicos, mantendo o organismo mais saudável.

“Uma vez que os animais são seres tão puros e verdadeiros, não só recebem a energia que o terapeuta está a canalizar, como eles próprios nos transmitem a calma e o relaxamento.”

Deixar a energia fluir

Na minha prática pessoal, o Reiki está sempre a funcionar. Com isto quero dizer que se torna mais fácil lidar com pessoas e com animais quando nos sentimos em harmonia e transmitimos essa harmonia. Como médica veterinária consigo lidar melhor com situações complicadas… Quando estou com os meus doentes, cães ou gatos, uso todas estas terapias. Enquanto acupunturista faço sessões regulares para tratar certas patologias. Sempre antes das sessões é preciso um pouco de Meditação.

Sento-me, concentro-me e observo, e o meu paciente faz o mesmo! É assim que nos entendemos, através do olhar. Sentamo-nos mais juntos e começo por fazer umas festinhas. Conversamos um pouco e o Reiki já está a funcionar!

Quando já estamos em sintonia, coloco algumas agulhas nos pontos importantes (tema para uma próxima publicação). Estamos ali calmos e relaxados durante pelo menos 20 minutos. Coloco as minhas mãos em sítios estratégicos, perto do órgão doente ou em algumas agulhas de Acupuntura. É através dos meridianos que a energia que estou a canalizar vai fluir e fazer o Bem. São momentos de reflexão e de troca de energias.

 

Na prática veterinária, colocam-me frequentemente determinadas perguntas:

  •  Como se processa a prática do Reiki nos animais?
  • Quais são os benefícios?
  • Em que situações ajuda?

 

Cláudia Soares Cardoso

Médica Veterinária Neurologista/Neurocirurgiã Acupunturista e Reikiana

Diretora clínica da Villapet-Referência Veterinária (Praia do Carvoeiro, Algarve)

Artigo originalmente publicado na revista Reiki & Yoga Prático, nº40.
Anterior Chocolate.... Saudável, sim ou não?
Seguinte Dia Mundial da Alergia: 1/3 dos portugueses sofrem de alergias