Perda gestacional: As emoções através da Aromaterapia


Outubro: mês da conscientização da perda gestacional. Quando pensamos em gravidez, não pensamos que anualmente centenas de mães ficam com o seu colo e coração vazios. Segundo a ONS (Office for National Statistics do Reino Unido), entre janeiro e março do presente ano, 618 bebés foram nados-mortos, não havendo dados estatísticos das perdas ocorridas antes das 12 semanas.

A sociedade tende a desvalorizar estas perdas, relativizando-as, e as mães ouvem frases como “depois tens outro”, “ainda és nova”, “mais vale agora, do que mais tarde”, acabando por sofrer em silêncio durante longos períodos. A dor física, por norma, é rápida, mas os danos emocionais permanecem durante anos. Não existem “receitas” e cada mãe deverá procurar a(s) terapia(s) que as ajude(m) a passar por este caminho de forma mais tranquila. Uma opção poderá ser a Aromaterapia, uma terapia complementar e holística que utiliza óleos essenciais, e que ajuda a minimizar os sintomas de ansiedade, insónias, falta de motivação, entre outros.

Para quem não conhece, os óleos essenciais são compostos aromáticos voláteis, de origem natural e extraídos das diferentes partes da planta. São extremamente concentrados e os seus benefícios diferem consoante a planta de origem. São a base da Aromaterapia e apoiam a saúde e o bem-estar geral.

 

Útil e eficaz

Existem diferentes métodos de utilização, mas neste artigo iremos focar-nos somente numa das formas mais simples e utilizadas na Aromaterapia: a via Aromática /Inalatória. Esta forma de uso, além de simples, oferece benefícios imediatos, tais como promover um ambiente calmo e estável, purificar o ar e controlar o humor e as emoções.

Mas o que acontece ao cérebro quando inalamos os óleos essenciais? Quando os óleos essenciais são usados aromaticamente, a fragrância vai do nariz para o sistema olfativo onde é processada, e daí vai através do nervo olfativo para o sistema límbico. Nele, a fragrância desencadeia respostas do cérebro com base nas memórias e experiências.  Assim, as mães que passam por uma perda gestacional poderão ter aqui uma forma simples de acalmar as suas emoções e minimizar alguns desconfortos físicos.

 

Como funciona?

Para iniciarem o uso dos óleos essenciais, poderão começar por utilizar um difusor elétrico de óleos essenciais que transforma o óleo numa névoa fina e microscópica de gotículas, dispersando-o pelo ambiente.

 

  • E que óleos devem escolher? Existem diferentes plantas e nem todos gostamos dos mesmos aromas, mas uma mistura de Lavanda (Lavandula Augustifolia), Vetiver (Chrysopogon zizanioides) e Ylang Ylang (Cananga odorata), por exemplo, ajudarão a dormir melhor. De manhã, inalar o óleo de Limão (Citrus limon) ajudará a ter motivação e energia para enfrentar um novo dia.
  • E fora de casa? Como podemos beneficiar das propriedades dos óleos? Existem colares e pulseiras com materiais próprios para pingar óleos essenciais, de forma a que possamos inalá-los ao longo do dia. Plantas como a Laranja (Citrus sinensis), Hortelã-Pimenta (Mentha Piperita), Copaíba (Copaifera langsdorffii) e Incenso (Boswellia carterii) transmitem sentimentos de alegria, encorajamento, calma e esperança, ajudando a retomar as rotinas diárias.

óleos essenciais perda gestacional

Controlar a ansiedade!

Outra preocupação das mães “de colo vazio” é contornar a ansiedade quando decidem engravidar novamente. Nesses casos, a escolha dos óleos essenciais deverá ser mais criteriosa para não influenciar a futura gravidez. A inalação da Lavanda (Lavandula Augustifolia) e da Camomila-Romana (Chamaemelum nobile) são opções seguras e com bons resultados na diminuição do stress.

Estes são alguns exemplos de como a Aromaterapia pode ajudar a amenizar um pouco esta fase difícil na vida das mulheres. Cada mulher é diferente e, por isso, os aromas devem ser escolhidos mediante os seus gostos e necessidades naquele momento, respondendo também a uma análise completa do seu quadro de saúde. Aconselhe-se junto de um Aromaterapeuta Certificado.

 

Tatiana Catoja

Aromaterapeuta Certificada pela Dgert

Membro Fundador do Instituto Português de Aromaterapia

Sessões presenciais (Alverca do Ribatejo) e sessões online

914 060 908

Mais artigos sobre o tema Aromaterapia no nosso site.

Anterior Dia Mundial do Sorriso - O poder do sorriso
Seguinte Fiéis amigos e brilhantes terapeutas

Nenhum Comentário

Deixar um Comentário