Personalidade de cada signo


A lonely mermaid, sitting on a rock in the middle of the river, which was tightened by a thick, impenetrable fog. On the sea nymph a white vintage dress with bare legs and a wreath of shells

Monte Farber e Amy Zerner, autores de Astrologia para o bem-estar (editora Farol), explicam que os traços dos vários Signos Solares existem em cada nativo desse signo como traços “potenciais” que se devem aprender e explorar mental, física e espiritualmente.

Signo

Carneiro (21 de março a 19 de abril)

 Os que tentam agressivamente ser de alguma maneira pioneiros mostram a personalidade vigorosa e independente do Carneiro. Agem por impulso, sem pensamento prévio, e sentem‑se bem quando são responsáveis por um projeto ou a trabalhar sozinhos. Os seus nativos podem parecer agressivos e vigorosos na sua demanda por independência. Gostam de ser pioneiros de alguma maneira, os primeiros a fazer uma coisa. Funcionam melhor quando agem ao primeiro impulso e não param para pensar. Detestam mentiras e mentirosos, e podem, por vezes, ser demasiado honestos para o seu próprio bem. As pessoas nascidas sob este signo têm muito em comum com o animal que os simboliza. Estão dispostos a dar cabeçadas em todos e em tudo o que consideram obstruir o seu caminho. Às vezes, desistem se não conseguirem os seus intentos suficientemente depressa. A lição para estes nativos é que têm de aprender qual é a parte mais difícil de ser corajoso. Nenhum quer pensar que está a deixar o medo tolhê‑lo. Contudo, uma vez que estão a aprender o que é preciso para ser um indivíduo intransigente, estão de facto a aprender os vários aspetos do que significa ser corajoso. Os nativos de Carneiro têm mais temor de sentir medo do que de temer uma pessoa, situação ou coisa. Este é o desafio central para todos os que nasceram sob este signo, e é por isso que, por vezes, sofrem ataques de pânico.

Os nativos de Carneiro estão a aprender a ser corajosos.

 

 Touro (20 de abril a 20 de maio)

 Aqueles que conseguem lidar com seja o que for que lhes surja à frente mostram a personalidade determinada, firme e metódica do signo de Touro. São conhecidos por seguirem cada passo de um plano de maneira teimosa e deliberada, especialmente se souberem que a recompensa será o prazer e a luxúria. Muitas pessoas nascidas sob este signo são fonte de mistério e admiração para os amigos porque ninguém senão um Touro exerce a energia necessária para suster uma situação da qual a maior parte dos outros signos pura e simplesmente se afastaria. Mas estes nativos nem sequer gostam de contornar uma situação, quanto mais afastar‑se dela. Enfrentar situações difíceis que exigem paciência e perseverança é a sua maneira de provarem as suas capacidades a si próprios e aos que os rodeiam. As pessoas pertencentes a este signo recebem o conforto material de que precisam e ultrapassam obstáculos exercendo o seu imenso poder de forma constante e metódica, independentemente de pessoas ou obstáculos que os tentem fazer desistir dos seus esforços ou mesmo desviá‑los do seu plano. Funcionam melhor quando conseguem concentrar‑se e agarrar‑se a um plano preconcebido. São, por natureza, muito resistentes a ouvir qualquer conselho que achem que não está de acordo com o plano pelo qual se decidiram. De que servem os conselhos se uma pessoa já decidiu que aqui‑ lo que acredita ser o caminho é o único caminho possível? A lealdade inabalável e a devoção aos que ama estão entre os seus traços conspícuos se nasceu quando o Sol estava neste signo. Estão extremamente conscientes de cada passo em direção à prosperidade e veem o desafogo financeiro como um dos seus objetivos mais importantes.

 

Os nativos de Touro estão a aprender a ser fortes e determinados.

Gémeos (21 de maio a 20 de junho)

Quem sabe fazer duas coisas ou mais ao mesmo tempo exibe a personalidade versátil do signo Gémeos. O seu desejo de abarcar e comunicar tudo rapidamente gera uma curiosidade infinita e a capacidade de ver todos os lados de uma questão. Os seus nativos estão entre os melhores comunicadores de informação, especialmente coisas que tenham ouvido e as suas opiniões. Na generalidade não são mais coscuvilheiros do que a maior par‑ te das pessoas; são apenas melhores a fazê‑lo e apreciam‑no mais. Pode apostar que quando um nativo de Gémeos lhe disser alguma coisa, essa é a informação mais atualizada que existe. Querem viver a vida das mais diferentes formas possíveis. Podem até chegar a ter uma vida dupla. No mínimo, têm duas opiniões sobre tudo — mais até, se tiverem estudado um determinado assunto em profundidade. Fazem o que for preciso para evitar o tédio, o que, para um nascido sob o signo de Gémeos, é uma sina pior do que a morte. Porque estão interessados em tudo, tornam‑se competentes nos assuntos a que dediquem as suas mentes ágeis. São também o mais versátil dos signos. É raro um nativo de Gémeos só fazer uma coisa extremamente bem. Contudo, a lição para aprenderem é que há uma razão importante para não serem tão conhecedores, rápidos, versáteis e competentes como gostariam de ser. Vieram para este mundo com o signo astrológico de Gémeos porque querem aprender tudo, especialmente como serem rápidos, versáteis, competentes e inteligentes!

 

Os nativos de Gémeos estão a aprender a aprender.

Caranguejo (21 de junho a 22 de julho)

Quem consegue perdoar as transgressões infantis dos que lhe são queridos revela a personalidade cuidadora, protetora e maternal do signo de Caranguejo. Estão timidamente conscientes do seu próprio passado e conseguem facilmente aplicar as lições que daí retiraram para criar segurança na sua vida quotidiana. Estes nativos são conhecidos pela sua capacidade de cuidar dos outros. São especialmente sensíveis à maneira como as pessoas comunicam os seus sentimentos e podem ficar facilmente perturbados quando aqueles de quem gostam passam por experiências desagradáveis. De facto, aprender sobre os seus sentimentos e humores é uma parte importante de ser um nativo de Caranguejo. O passado é muito importante para este nativo. Especialmente a sua história familiar, como fonte de orgulho, mas também como experiência dolorosa que os afeta como se tivesse acabado de acontecer. De qualquer maneira, vão sempre querer associar o que se está a passar no momento presente com alguma coisa que lhes aconteceu no passado. Ao agarrarem‑se ao que lhes é familiar ou relacionando o novo com o que já se sentem familiarizados, conseguem sentir‑se seguros. São conhecidos pela sua capacidade de apoiar pessoas e projetos pois pressentem as necessidades dos outros a um nível emocional. Contudo, é importante que se lembrem que satisfazer as suas próprias necessidades emocionais é igualmente importante. Sendo tímidos, especialmente nesses tempos vulneráveis, os nativos de Caranguejo têm relutância em falar sobre as suas necessidades por medo de que aqueles de quem gostam os desiludam. É capaz de perdoar a quem foi incapaz de o apoiar num momento crítico, mas nunca esquecerá o que aconteceu.

Os nativos de Caranguejo estão a aprender a ser cuidadores.

 

Leão (23 de julho a 22 de agosto)

Quem gosta de criar soluções e ser líder revela a autoexpressão e personalidade confiante do signo de Leão. São românticos, generosos com os seus afetos e orgulhosos das suas conquistas. O Leão é o signo dos organizadores criativos do zodíaco. São praticamente imbatíveis a reconhecer a solução de um problema e a organizar os meios para o resolver. É esta capacidade que dá origem à sua reputação como grande líder. Como todos os líderes, a maior parte sente‑se mais à vontade quando delega tarefas em vez de serem eles próprios a ocupar‑se dos pormenores rotineiros. Aborrecem‑se consigo próprios por causa deste traço, mas não durante muito tempo, pois gostam muito de si próprios. Tendem a gravitar para onde há coisas que precisam de ser feitas, e rodeiam‑se do grupo certo de pessoas para que o seu contributo criativo seja sempre bem‑vindo. Mostrar como se fazem as coisas é um dom especial que têm, e é por isso que têm tanta inclinação para o drama. São conhecidos pela sua capacidade de ajudar e proteger os que os reconhecem como pessoas especiais. A reputação de terem um grande ego vem desta incapacidade de pedir ajuda. Quando valorizam tão obviamente o apoio aos outros, mas não pedem o mesmo, é fácil o outro lado presumir que os nativos de Leão acham que são demasiado bons para pedir ajuda ou que ninguém tem a capacidade de ajudar alguém tão magnificente, forte e talentoso como eles.

Os nativos de Leão estão a aprender a ser líderes orgulhosos.

 

Virgem (23 de agosto a 22 de setembro)

Quem tem tendência a fazer coisas úteis utilizando as suas capacidades da melhor forma possível revela a personalidade habilidosa, trabalhadora e humilde do signo de Virgem. A sua atenção aos mais ínfimos pormenores é igualada pela sua capacidade de analisar pessoas, coisas e sistemas. Os seus nativos gostam de ver as coisas feitas. É como se estivessem sempre a sentir a pulsão de fazer coisas úteis da melhor maneira que conseguem, seja a tarefa grande ou pequena. São muito cuidadosos e metódicos em tudo o que fazem porque valorizam a ordem e a limpeza. Quando se envolvem com pessoas ou situações confusas ou desorganizadas, ficam provavelmente irritáveis e são incapazes de se entregarem à tarefa que têm em mãos da maneira eficaz que lhes é habitual. Desenvolver as suas competências e a confiança em si próprios como pessoas trabalhadoras é mais importante para eles do que os elogios de uma multidão. Contudo, não são máquinas, e precisam de palavras atenciosas de encorajamento daqueles com quem e para quem trabalham.

 

Os nativos de Virgem estão a aprender a prestar atenção aos pormenores.

 Balança (23 de setembro a 22 de outubro)

Aqueles cujo objetivo é a resolução de conflitos através do compromisso revelam a personalidade refinada e diplomática deste signo. Esforçam‑se constantemente por equilibrar os pratos da balança da justiça, relativamente a decisões legais e parcerias empenhadas de todos os tipos. São muito orientados para a parceria e muitas vezes têm dificuldade em funcionar eficientemente sem isso. Não que dependam de um parceiro para muita coisa, mas precisam de um para descobrirem o que eles próprios pensam sobre determinada coisa, através de trocas com essa pessoa. Trabalharão afincadamente para atingir o objetivo de resolver conflitos, quer através do compromisso e da diplomacia, quer lutando por uma boa causa se forem forçados a isso. Estão permanentemente a tentar equilibrar os pratos da balança da justiça relativamente a quase tudo, e isso pode ser muito penoso, não só para eles próprios, mas também para os que os rodeiam. O desejo de tomarem a decisão perfeita pode por vezes impedi‑los de agir decididamente até já ser demasiado tarde. Muitos estão constantemente à procura de conselhos, mas depois vacilam entre uma fé instintiva nas suas próprias opiniões e um medo que a desgraça os espere se não seguirem o conselho de outra pessoa. Se perderem a confiança nas suas próprias opiniões e tentarem conciliá‑las com o que os outros pensam, podem ficar confusos, vulneráveis e agressivos.

 

Os nativos de Balança estão a aprender a serem justos e equilibrados.

Escorpião (23 de outubro a 21 de novembro)

Quem se sente compelido a saber os segredos do poder e do controlo revela a personalidade magnética e investigativa do signo de Escorpião. Estão tão apaixonadamente interessados em viver a vida ao máximo que, muitas vezes, dão por si envolvidos em situações de extrema intensidade. O nativo de Escorpião é o detetive mestre do zodíaco. Se houver alguma coisa ou alguém sobre quem ele quer saber, não há nada nem ninguém que o possa impedir de descobrir a verdade escondida. Quando se trata dos seus próprios segredos, são igualmente habilidosos a escondê‑los dos outros. Desta maneira, impedem os outros de ter poder sobre eles. Raramente disponibilizam informação pela mesma razão. O poder em todas as suas formas é uma das maiores questões com que estes nativos lidam. Contudo, se tiverem dúvidas sobre o seu próprio poder, ficam tão fascinados por provar esse poder que estão dispostos a fazer pratica‑ mente tudo para o provar. Isto pode obviamente pô‑los em situações intensas. Geralmente reservam os seus sentimentos e pensamentos para si próprios porque são demasiado profundos para meras palavras, mas não hesitam em fazer o comentário certo, no momento certo, especialmente se isso esvaziar o ego pomposo de alguém. Aspiram a um nível de pureza que é difícil para os outros signos sequer imaginarem. É por isso que estão sempre dispostos a pôr no lugar todos aqueles cujas ações não estão à altura das suas palavras. São empenhados estudantes de psicologia e querem sempre saber o que faz as pessoas agir da maneira que agem.

 

Os nativos de Escorpião estão a aprender a serem poderosos.

 Sagitário (22 de novembro a 21 de dezembro)

Quem procura partilhar todo o conhecimento e sabedoria a que tem acesso revela a personalidade filosófica e tolerante do signo de Sagitário. Não têm medo de interagir com quem é diferente deles, se tal interação resultar na expansão da sua compreensão do mundo. Os nativos do signo de Sagitário partilham este amor pelas viagens, animais — especialmente cavalos —, a natureza, a cura natural e toda a sorte de coisas desconhecidas. São os filósofos‑professores do zodíaco, e sem esta função vital, cada geração seria obrigada a começar do zero sem a sabedoria dos tempos acumulada para os guiar. Procuram o conhecimento e a sabedoria para os usar corretamente. Estão interessados apenas na verdade suprema porque nada menos do que a verdade suprema valeria a pena saber ou ensinar aos outros. Têm pressa e querem continuar a viajar, a aprender e a espalhar o que aprenderam. Não têm tempo a perder. Nunca se espere que eles peçam desculpa por ter irritado alguém quando estavam apenas a tentar chegar à verdade. Quando têm de agir imediatamente, sem terem tempo de pensar no que estão a fazer, possuem toda a coragem de que precisam para fazer o que tem de ser feito. Mas, quando lhes é permitido o luxo de terem tempo para pensar no que lhes é exigido, têm tendência para ser tímidos e cautelosos. Também é importante que evitem a sua tendência para resistir a cuidar dos pormenores necessários para implementar um plano com êxito. Nenhum signo é tão destemido e tolerante como eles quando se trata de enfrentar o novo e o estranho, mas precisam de desenvolver tolerância aos pormenores necessários e à rotina.

 

Os nativos de Sagitário estão a aprender a serem tolerantes.

Capricórnio (22 de dezembro a 19 de janeiro)

Quem está disposto a fazer o que se espera dele para atingir o ponto mais alto do êxito revela a personalidade conservadora e pragmática do signo de Capricórnio. A sua persistência e capacidade de concentração nos objetivos permite‑lhe tornar‑se uma figura de autoridade. A maior parte dos nativos do signo é igualmente incansável no seu esforço para chegar ao topo da sua respetiva profissão. A maior parte das pessoas pode pensar que eles desejam, acima de tudo, atingir a fama e o respeito das massas. É mais rigoroso dizer que o que mais desejam é o respeito dos que eles próprios respeitam. Para chegarem ao topo, estão dispostos a fazer o que se espera deles. Isto dá‑lhes a reputação de serem conservadores, quando, lá no fundo, são bastante sensuais. São conservadores no melhor sentido da palavra. Conservam o que têm para terem o suficiente quando precisarem. Este é o verdadeiro pragmatismo. São ótimos executivos. De facto, é difícil mostrarem o seu verdadeiro valor até assumirem sozinhos algum tipo de responsabilidade. Depois de sentirem esse peso nos ombros, estão à altura das suas responsabilidades, tendo êxito quando outros falhariam. Os nativos de Capricórnio têm necessidades emocionais muito profundas e reais que podem fazê‑los abrandar consideravelmente ou mesmo travá‑los.  A sua consciência de até onde têm de ir para conseguir o respeito que desejam pode, por vezes, perturbá‑los e torná‑los pessimistas ou, menos frequentemente, deprimi‑los.

 

Os nativos de Capricórnio estão a aprender sobre autoridade.

Aquário (20 de janeiro a 18 de fevereiro)

Aqueles cuja preocupação com o bem‑estar geral os impele a inventar soluções para os problemas da sociedade revelam a personalidade humanitária e de livre‑pensador típicas do signo de Aquário. Aprendem com o passado para influenciar o presente, de modo que se torne o futuro que perspetivam. Detestam o pensamento linear e sentem‑se bem a saltar de uma ideia para outra até surpreenderem todos à sua volta ao apresentar um plano exequível para melhorar a matéria em questão ou uma invenção completamente nova. O desapego emocional necessário para ver claramente os problemas da sociedade e tentar resolver esses problemas sem considerar as ramificações das ações necessárias para fazer essas mudanças, por vezes drásticas, fazem com que pareçam ter falta de empatia pelas dificuldades dos indivíduos. Devem examinar as ações que planeiam adotar para se assegurarem de que as suas ações bem‑ intencionadas não serão danosas para os outros. Na verdade, não se sentem bem com as emoções fortes neles nem nos outros e podem facilmente sentir‑se sobrepujados por sentimentos de empatia pelos menos afortunados. É, acima de tudo, isto que os inspira a encontrar soluções para os problemas urgentes da sociedade. Quando finalmente se convencem de que têm de deixar de sonhar com o tipo de futuro em que gostariam de viver e começar a trabalhar para o tornar numa realidade, pode contar‑se com eles para trabalhar até que os seus objetivos sejam atingidos.

 

Os nativos de Aquário estão a aprender a serem diferentes e a fazerem a diferença.

 Peixes (19 de fevereiro a 20 de março)

Aqueles cuja preocupação com o bem de todos compele a envolverem‑se emocionalmente com os que precisam revelam a personalidade empática e compassiva do signo de Peixes. Eles conseguem ver e sentir a interligação de todas as coisas a um nível intuitivo e físico. Com efeito, são tão sensíveis aos sentimentos dos outros que não é bom para eles estar perto de pessoas que estão irritadas, tristes ou perturbadas. Por vezes, é duro para os nativos de Peixes compreender por que estão a sentir‑se assim. Se se derem ao trabalho de investigar um pouco, muitas vezes dão conta de que estão literalmente a absorver os sentimentos de outros. O signo de Peixes está associado à empatia e à telepatia. Esta capacidade natural de estar invisivelmente ligado aos outros, perto ou longe, é a bênção e a maldição de todos os nativos. Permite‑lhes sentir exatamente como ajudar os que amam, que é uma especialidade para eles. Também é cansativo e difícil para as emoções de um nativo de Peixes sofrer na sua vida a intrusão de outras pessoas. Nenhum signo é tão bom como este a criar o seu próprio mundo de fantasia, quer através da escrita, da dança, do teatro ou das artes visuais, através de substâncias que alteram o humor, ou fazendo dinheiro suficiente para tornar o seu mundo o mais isolado e confortável possível.  Quanto mais honestos e honrados são, mais hesitam. Parecem temer não ser capazes de realizar as suas promessas ou que o mundo espere mais deles do que podem dar.

Os nativos de Peixes estão a aprender a estarem ligados a todos.

 

Farber, Monte e Zerner, Amy (2019) Astrologia para o bem-estar. Farol

 

Anterior Exercícios - Quais são os seus valores?
Seguinte Mapas Astrais - Sirius Astrologia